Diose de Sousa Silveira Martins

Estatísticas de Acidentes de Trabalho

Acidentes de Trabalho

Objetivo do Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho

Estatísticas de Acidentes de TrabalhoOs Acidentes de Trabalho são assuntos muito discutidos em diversas empresas a fim de eliminá-los, mas no Brasil, essas estatísticas são muito elevadas. Pra que você entenda como isso é tratado em nosso país, o Blog da Bens Engenharia elaborou este conteúdo.

O Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho – AEAT possui o objetivo de conscientizar publicamente os Dados Estatísticos relativos aos índices registrados no Brasil, assim, construindo dados indicadores, além de custear a produção de políticas públicas e estudos referentes ao assunto abordado.

Mas o que significa AEAT?

A Empresa de Tecnologia e Informação da Previdência Social – DATAPREV armazena informações de Comunicações de Acidentes de Trabalho encaminhados ao INSS, através de registros de beneficiários deste órgão.

Essas informações são extraídos anualmente através de bases transacionais de processos automáticos, em consequência, são analisados, dessa forma, elaboradas e publicadas as tabelas no AEAT.

Você sabia?

Estatísticas de Acidentes de TrabalhoSegundo referências da Agência Brasil em 11 de Fevereiro de 2017, o Brasil é o quarto país do mundo em Acidentes de Trabalho, registrando mais de 700 mil casos ao ano, depois da China, Índia e Indonésia (conforme referências da Agência Brasil de 11 de fevereiro de 2017).

Estatísticas Governamentais x Realidade

Estatísticas Governamentais

Percentual Estatístico de Acidentes de TrabalhoEm divergência aos números registrados pela Previdência Social, em 2013 o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE realizou uma pesquisa e disponibilizou materiais estatísticos sete vezes maiores, onde, a Previdência Social protocolou 717.911 Incidentes, enquanto o IBGE apontou 4.948.000, assim, demonstrando claramente inúmeras ocorrências de acidentes encobertos pelo governo, órgão responsável por registrar Acidentes e Doenças do Trabalho.

Após esses registros o IBGE não divulgou novas pesquisas relacionadas à este assunto.

Divergências Estatísticas de Acidentes de Trabalho no BrasilRealidade

O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou entre Junho de 2001 e Outubro de 2014 que Auditores Fiscais do Trabalho realizaram 22.796 análises de Acidentes e Doenças do Trabalho.

Em contrapartida, ao registrar 700 mil acidentes ao ano, entre 2001 e 2014 soma-se aproximadamente 10 milhões acidentes, dessa forma, pode-se concluir que há negligência de investigação do Ministério do Trabalho relacionado à este assunto.

Acidentes de Trabalho com Morte

Indenizações de Acidentes de Trabalho com MorteEm 2013, a Previdência Social registrou 2.797 Indenizações devido ao Acidente de Trabalho com Morte.

Ao confrontar esses números em outra estatística de morte no Brasil registrados no mesmo ano, a título de exemplo, mortes ocasionadas pela Polícia Militar, ainda sim as mortes ocasionadas através de Acidentes de Trabalho são maiores, registrando o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2.212 mortes entre agentes militares.

Quanto Vale uma Vida aos nossos Governantes?

Dados Estatísticos de Acidentes de Trabalho com MorteConforme os números disponibilizados pelo Anuário Estatístico da Previdência Social, em 2015 o INSS lançou R$ 421.885.634.555,59 em benefícios, ou seja, quase 422 bilhões de reais.

Ao analisar os registros de pagamentos de Indenizações por Acidentes de Trabalho com Morte, somente 2,43% desse valor foram direcionados à este tipo de reparação, isto é, R$ 10 bilhões. Ao Governo, essas causas de mortes não são preocupantes.

Gráficos Estatísticos de Acidentes de Trabalho

Evoluções

Gráfico de Evolução de Acidentes de Trabalho

Ramos da Economia x Quantidade de Acidentes de Trabalho

Setores que mais causam Acidentes de Trabalho, segundo índices da Previdência Social

Ramo de Economia x Quantidade de Acidentes de Trabalho

Tipos de acidentes, segundo índices da Previdência Social

Tipos de Acidentes de Trabalho x Quantidade

Registros de Faixa Etária, conforme a Previdência Social

Faixa Etária dos Envolvidos em Acidentes de Trabalho

Distribuição de Acidentes de Trabalho por Regiões

Registros de Acidentes de Trabalho por Regiões do Brasil

Estatística de Mortes por Localidade

Estatística de Óbitos por Regiões do Brasil

Conclusão

Devido ao acompanhamento de diversos anos em relação aos materiais estatísticos de organizações governistas, confrontados aos números apresentados pelo IBGE, pode-se visualizar claramente que as entidades públicas não investem em diminuir as Estatísticas de Acidentes de Trabalho, aplicando o método da conscientização do Trabalho Seguro em todas as organizações públicas e privadas deste país.

Apesar de todas as estatísticas provarem que é fundamental a inversão desses números, ainda assim o governo aprova a Terceirização irrestrita, ou seja, de qualquer atividade, inclusivamente acessórias da companhia. Isso resulta em, analogamente, uma montadora de veículos poder contratar igualmente atividades-meio, como limpeza, manutenção e vigilância, agora podendo também terceirizar a mão de obra da atividade principal, como o ato de fabricar carros, pois que essa responsabilidade pertence unicamente à montadora.

De acordo com as estatísticas, a cada cinco Acidentes de Trabalho, quatro são funcionários terceirizados, isto é, o poder executivo do Brasil não se preocupa com a Segurança os Trabalhadores, expondo estes a maiores riscos.

Leia a íntegra desse artigo no blog da Bens Engenharia: https://bensengenharia.com.br/blog